Carta: Eu quero estar sozinha, mas com você.

by - terça-feira, outubro 06, 2015

Nego,

Nem sei direito o que dizer-te neste papel, nem sei como expressar as milhões de palavras que se passam na minha cabeça quando estou pensando em você, quando fico recordando dos nossos bons e eternos momentos juntos. 24 horas por dia são insuficientes para nós, para ter você em meu pensar, em meu dia corporalmente vivo e sorridente. Nego, fique aqui. Pouco importa o que passou e o que há de vir, vamos viver o agora já que estamos aqui. O passado quer ser esquecido, o futuro não quer ser esperado, mas o presente quer ser deliciadamente vivido por nós dois, pelos nossos beijos adocicados de brigadeiro, pelos nossos corpos molhando os lençóis e pelas nossas prosas durante a madrugada. Eu sei, não precisa se preocupar e nem repetir, sei que você já sofreu e um tanto de você ainda sente dor, mas meu bem, deixe-me ajudar-te a curar tamanha ferida dentro desse peito. Nego, eu não quero prender-te, não quero fazer de nós um contrato, quero te fazer voar, te dar a sensação de liberdade, leveza e calmaria. Quero ser tua cama e acolher teu corpo cansado dessa vida tão conturbada e sem graça que nos limita e nos exige causas absurdas. Quero ser tua menina e ver você cuidar de mim com cautela, mas também quero ser tua mulher e ligar-te no meio da madrugada dizendo que quero te ver e, ao te encontrar, matar-te de amor. Quero dormir ouvindo tua canção incontrolável e acordar enchendo-te de beijos, deliciando-me com o teu perfume sendo fixado na minha pele. 
Nego, eu quero estar sozinha, mas com você. Quero viver o que a vida tá me dando, sorrir e chorar lamentações, dançar, ir à igreja aos domingos e fazer cinema. Mas, no fim de tudo, quero correr pros teus braços, aliviar minha mente e meu corpo cansado, dizer-te tudo o que vivi e ganhar esse sorriso teu que só ele já é suficiente para recarregar minhas energias.
Sem rótulos nem padrões, Nego, eu só quero viver o que temos em nós. Sem nomes, sem título, só quero saber que tenho você mesmo sabendo que não és completamente meu. Convido-te para ficar comigo sem estar precisamente ao meu lado.

- Acioli.

You May Also Like

0 comentários