Fugindo dos padrões.

domingo, junho 21, 2015



Em meio de rótulos e exigências que a sociedades nos impõe, por muitas vezes é impossível VIVER como realmente se deve e isso acaba afetando a nossa capacidade de seguir em frente nas situações difíceis por falta de experiências. Sei que temos que fazer, acima de qualquer coisa, a vontade de Deus porém até disso nos privamos de fazer por medo ou egoísmo. Claro que TUDO é da vontade dEle e Ele nos permite sentir o gosto saboroso do pecado para depois sentirmos o efeito árduo que ele nos faz logo após.
Certa vez um garoto me chamou de limitada e eu, no momento que ouvi aquilo, disse que ele era um imbecil e que eu não era nada de limitada, muito pelo contrário. Essa palavra ficou na minha cabeça e, ao longo dos dias, eu fiquei analisando a minha vida e percebi que ele estava certo, que eu realmente era uma garota completamente limitada e rotulada como a sociedade queria que eu fosse e então eu decidi mudar isso. Revi meus pensamentos, me olhei por dentro e me perguntei: o que EU quero? O que EU posso fazer para me fazer feliz? O que posso mudar para parar de satisfazer só os outros? 
Confesso que foi duro enxergar isso mas foi muito necessário. Temos que parar de viver em função do que os outros exigem de nós e começarmos a mostrar quem somos de verdade, de uma forma nua. Marcas de roupas, maquiagens, cabelo, doutrinas e mais uma série de coisas nos limitam em mostrar como realmente somos e o quão lindo somos sendo nós mesmos. Temos que parar de querer no outro as nossas expectativas e viver as expectativas dos outros como se fossem nossas. Vamos viver intensamente e fazer tudo o que tem que ser feito, amar, sofrer, sorrir, chorar, viver histórias e ter bagagem para enfrentar o real. Hoje eu afirmo que não sou aquela garota rotulada e que faz a vontade de tudo e de todos, afinal cabe a mim decidir se quero ter uma vida de muitas realizações ou uma vida rotulada de "certo ou errado" composta por homens. Ah, e saibam de uma coisa, nem tudo é igual, não rotulem também a vontade de Deus achando que o que aconteceu na vida do seu irmão vai acontecer na sua pois somos sujeitos diferentes, logo tudo também será.

Veja também:

0 comentários