Esquina de doces.

by - segunda-feira, dezembro 17, 2012


Quando chegamos a nos encontrar, senti em você a paz que eu tanto procurava em alguém, depois, você veio meio que sem jeito, olhos pra mim e sorriu como se não quisesse nada além de um beijo.
Vi você com outros olhos e achei que era pra valer só que diante de suas palavras certamente ditas voltei a duvidar da minha certeza.
Vivemos como amantes dia sim, dia não e assim vamos nos enganando dizendo a nós mesmos que não esta acontecendo nada além de uma amizade colorida, depois de tantas e tantas vezes em momentos a dois. Julgamos aqueles que dizem saber o que esta acontecendo entre nós mesmo lá no fundo sabendo que esses estão completamente certos, acabamos o assunto ao dizer que eles não sabem de absolutamente nada, morgamos o assunto, mais continuamos a pensar um no outro.
Na frente dos outros, comprimentos a longe e olhares constantes, disfarçadamente é claro pra que ninguém note e volte a falar dos nossos sentimentos tão certos e concretizados por todos esses que convive e sabe da química/amor que ha entre nós. Fugimos pra longe e ao ficamos sozinhos, nos amamos tanto, mais tanto que parece que o amanhã tem a data 21/12/12. E daí finalmente, nos chamamos de amor ao olhar nos olhos e ai sim conseguimos admitir pra nós mesmo o sentimento de amor que há em nosso puro e pequeno coração. Mãos dadas, beijos pela avenida principal e sorrisos infinitos publicamente, mais, cade aqueles que tanto falavam? Poque não falam mais? Parecem que não estão nos vendo completamente juntos agora ou fingem não se importar com o fato que eles mesmo tentavam nos mostrar. Eles sumiram, mais sumiram com a posição de "Dever comprido" de ter nos mostrado que não devemos ter vergonha de amar e sim ter vergonha de nos esconder por trás de uma tão bela história de um novo amor acontecendo Esquina de doces.

You May Also Like

0 comentários