Desabafo anônimo: Um amor sem tratamento alcoólico.

segunda-feira, setembro 17, 2012






Baseada numa história real.

Um vida irá mudar a partir do momento que eu saio de minha casa, numa terça-feira, ás 13:30 a caminho de uma passeata no centro da minha cidade. Ao chegar na escola onde até hoje eu continuo estudando lá, o ônibus já não tinha mais vaga, daí fui pra escola ao lado bater papo com uma velha amiga minha. Chegando lá, tinhas muitos ônibus desocupados indo pra tal passeata. Encontrei uns amigos meus da escola que estavam indo em direção aos ônibus e um deles e puxou, fazendo que o eu entrasse no ônibus. Ao entrar, encontrei 3 amigos com uma bolsa cheia de bebida alcoólica pra se divertir bebendo ao chegar na passeata. Conhece esse garotos e eles eram bem legais, mais não passei a passeata com eles e sim com os tais amigos da minha escola. Ao acabar a passeata voltei ao ônibus e um dos 3 garotos morava perto da minha casa e disse que iria me levar até lá... Mais eu não conhecia aquele garoto e ele estava completamente alcoolizado, des de então, sai do ônibus e fui sozinha pra minha casa. Passou-se os dias e na segunda-feira, á tarde, seguinte eu encontrei na rua o tal garoto alcoolizado que disse que iria me levar até em casa. ele tava de bicicleta e sem camisa. Convidou-me a ir pra casa de um amigo dele e eu sem pensar, fui sem apenas o conhecer direito. Cheguei lá, tinhas umas pessoas que estavam bebendo e escutando música, me divertindo fiquei lá até a noite, ao eu ir embora pra ele, ele me trouxe até a esquina e me olhando carinhosamente, segurou a minha mãe e pediu-me um beijo. Eu de tal forma sendo superior a ele, neguei o beijo imediatamente e o disse que não ficava com homens mais velhos que eu, pois naquela tarde descobri que ele tinha 24 anos e eu tinha apenas 14. Fui pra casa e não parei de pensar nele. Dia seguinte nos encontramos novamente, mais apenas falamos um "oi" um para o outro, fui ao shopping com minhas amigas em seguida, e a minha mente, ao pensar naquele garoto desconhecido e alcoólatra...
Ao chegar sexta-feira da mesma semana, nós encontramos e acabamos nós beijando e ao chegar a noite fui pra casa. Cheguei em casa, minha mãe tava brigando com o meu padrasto e veio me bater no meio da rua, ao soltar meus cabelos eu fui correndo loucamente pra casa do amigo do tal garoto, quando eu o encontrei chorando e com marcas ele logo me acolheu passei a noite com ele, e dai foi a nossa primeira noite. Passaram muitos dias, passei três dia fora de casa com ele, vivendo uma aventura. Minha mãe descobriu e não aceitou, mais isso não nos impediu de ficarmos juntos... Se passaram 1 ano e alguns meses até que minha mãe descobri que ainda estava-mos juntos. Aos poucos ela aceitou o nosso relacionamento. Só que tudo foi dando errado nas nossas vidas. Ele saio do alcoolismo, mais n completamente dai a nosso relacionamento virou um inferno. Brigas, tapas.. não nos respeitava-mos mais como antes mais isso só acontecia quando ele bebia, pois quando ele não bebia era apenas felicidade. Nos separamos diversas vezes, e eu sempre o perdoando. Só que chegou um dia que não aguentei mais e dei um basta nessa história depois de uma briga feia que tive-mos na minha casa. Celular desligado, e o esqueço completamente, pelo menos até eu ficar sozinha. Segurando lágrimas ao escutar músicas que lembra-me nos dois. Quando eu ligo o celular, sempre tem uma nova mensagem dele. dizendo-me que ta se tratando do alcoolismo e me pedindo pra que eu fique com ele, ao lado dele , mais eu não tenho mais confiança, chaces e chaces eu o deu que por fim cansei. Por mais que o ainda o ame, dentro de mim só ficou dor, desamor e nenhuma esperança! To feliz fazendo o que eu gosto, e com amigos que realmente me ajudam a esquecer esses momentos de amargura. Mais quem sabe, com um tempo essa história tenha uma continuação...

Veja também:

0 comentários